Por dentro das aulas de canto

O CANTO E A CONEXÃO COM AS EXPRESSÕES NATURAIS

   Esta é uma metodologia auxiliar que uso nas aulas com o objetivo de alcançar a livre fluência da voz com o auxilio das expressões vocais e corporais usadas no dia a dia. Desta forma o aluno consegue realizar uma conexão com emissões que já realiza tornando a aplicação da técnica vocal mais fácil e prazerosa. O simples ato de projetar a voz para chamar alguém que está distante, onde emitimos notas entre o registro médio e agudo, possibilita a impostação correta da voz, pois naturalmente abrimos bem a boca e adaptamos o som sem forçar a voz. Outro exemplo é o ato de espreguiçar e o começo do bocejo que auxilia na sustentação da voz: ao sustentar as notas durante o canto usamos uma forma similar, distensionando a musculatura, alongando e mantendo até o final da frase musical essa estrutura.

                   

                     CONHEÇA, ESTUDE E DOMINE

   Para que o cantor comece a dominar o seu instrumento necessita conhecê-lo usando a impostação correta de cada vogal, assim como os espaços de ressonância relativos a cada registro (grave, médio, agudo).   

   Para fortalecer e conectar os diferentes grupos musculares responsáveis pelo ato de cantar é essencial a prática constante dos exercícios da técnica vocal. Dentro da prática estão presentes exercícios para: respiração e apoio; relaxamento da musculatura da face; articulação e impostação das vogais, entre outros. Todos estes exercícios constituem a preparação para a prática dos vocalizes, feitos em frases de diferentes melodias.

   É preciso estar ciente de que um corpo bem alongado promoverá melhor desempenho nos vocalizes e principalmente no canto.

                                      VÍCIOS VOCAIS

  Outro ponto muito relevante no desenvolvimento de uma voz é identificar os vícios vocais que o aluno apresenta ao cantar, como o de fazer "voltinhas" para chegar e sair das notas, ou o vibrato exagerado e mal colocado, que muitas vezes interfere até na afinação. Esses vícios além de prejudicarem a fluência da voz, dificilmente agradam aos ouvintes. Como cada pessoa traz para a aula uma bagagem cheia de experiências com a voz falada e cantada, muitas vezes infelizes, algumas dessas experiências precisam ser deixadas e outras poderão ser aproveitadas para o desenvolvimento do canto.

                           ESPELHO, ESPELHO MEU...

   Um grande aliado do cantor é o espelho no qual podemos perceber todas as tensões que impedem a fluência da voz como: respiração torácica, posição da língua, abertura da boca, expressões faciais desnecessárias, enfim, são estes pequenos detalhes que se percebidos e corrigidos farão com que a voz dê "um salto" em sua evolução. Com certeza a interpretação só tem a ganhar se tivermos mais consciência do nosso corpo e de nossas expressões.  

   E assim chega a hora de cantar onde começamos com músicas do repertório do aluno nas quais podemos empregar a técnica trabalhada. Conforme a voz for se desenvolvendo, ampliando a extensão, melhorando a impostação, a sustentação e a projeção, entre outros itens, o repertório é percebido o desenvolvimento da voz dentro do repertório.

                                       

                                       EXPRESSÃO

   Então estude, conheça, pratique e permita que seus sentimentos se expressem através da sua voz.